Move That Jukebox!


Kaiser Chiefs no Brasil, duas vezes by movethatjukebox
novembro 3, 2008, 3:06 pm
Filed under: Outros | Tags: ,

Um pouco antes de fazer sua única apresentação em nossa terra, o Kaiser Chiefs vai deixar registrado em vídeo a visita ao Brasil. Trata-se de um clipe que será gravado na cidade global de São Paulo para a música Good Days Bad Days, próximo single a ser lançado pelos britânicos.

Junto com a banda, o mestre Alex Courtes (que já trabalhou com The White Stripes, U2, Kasabian, Franz Ferdinand e, mais recentemente, com o Snow Patrol) desembarca em terra tupiniquins para dirigir as gravações.

O single de Good Days Bad Days ainda terá, segundo o site da banda,  duas versões alternativas da faixa e ainda um remix feito por Calvin Harris, que tocaria no mesmo horário dos Chiefs no Festival Planeta Terra, nesse sábado.

Por Alex Correa

Fonte: Cegos, Surdos e Loucos

Anúncios


O que aconteceu no Q Awards? by Neto

Nessa segunda-feira (6), aconteceu na Inglaterra mais uma edição do Q Awards, a premiação da revista britânica Q. Essa foi sua oitava edição que, como a maioria das outras, entregou os prêmios para as músicas, vídeos e bandas mais previsíveis – e merecedoras.

O Coldplay de Chris Martin saiu de cabeça erguida, levando dois títulos para casa: O de melhor álbum, por Viva La Vida or Dearh and All His Friends (2008), e o de melhor banda da atualidade. Certamente vale ressaltar que nunca na história do Q Awards um grupo ou artista foi o vencedor de duas “categorias-chefes” na mesma edição.

Coldplay

A cantora Duffy, aquela que é um tipo de Amy Winehouse mais saudável, foi eleita a artista revelação do ano. A recém-formada adulta lançou seu álbum de estréia em março de 2008, e até agora já ganhou inúmeros discos de ouro e platina. O sucesso de Rockferry foi tão estarrecedor que deu ao trabalho uma versão dupla, o que aumentou ainda mais o número de vendas. No Q, os artistas só dependem no amor dos fãs para ganhar, tornando tudo uma questão de popularidade – quem é mais clicado, vence.

Entretando, o sucesso e talento de Duffy não foram suficientes para desbancar Keane do prêmio de melhor música. Spiralling, que havia sido disponibilizado para download cerca de um mês antes das aberturas das votações, ganhou de forma limpa e digna. Nem I Kissed a Girl de Kate Perry, um dos maiores hits pop do ano, foi capaz de tirar a vitória do trio inglês. O Vampire Weekend, que esteve perto de ganhar nessa categoria, parece ter ficado satisfeitíssimo com a escolha de A-Punk como melhor vídeo do ano. Nota-se que houve um fuzuê danado em torno da escolha de A-Punk como melhor clipe e, se você foi um desses fuzueiros, analise com atenção todos os candidatos: That’s Not My Name, Ready For The Floor, Violet Hill e Happiness. Vídeos ótimos, mas convenhamos, A-Punk tem algo a mais. Já o The Ting Tings não parece ter tido a mesma sorte dos nova-iorquinos e, mesmo com três indicações (Melhor Vídeo e Melhor Música com That’s Not My Name e Banda Revelação), voltou para Manchester de mãos abanando.

O que realmente deu gosto de ver foi Massive Attack ganhando o prêmio de inovação. Não que eu seja o maior fã da banda – pra falar a verdade, estou bem longe disso -, mas acontece que essa é uma das poucas categorias que são analisadas por jurados realmente capacitados. Desde sua criação, o trip-hop de ataque massivo do grupo foi misturado à vozes de David Bowie, Madonna, Sinéad O’Connor e muitos outros cantores, o que valeu diversas notas em jornais e revistas de todo o mundo. O próximo álbum dos britânicos inovadores tem previsão de lançamento para 2009, com a participação do grupo Elbow e canções com “almas góticas”.

Bloc Party tocou – e não fez playback

O The Last Shadow Puppets de Alex Turner e Miles Kane, que em pouco tempo de existência já garantiu um prêmio no MOJO, foi eleito como grupo revelação. Também pudera, a participação de James Ford e Owen Pallett na gravação do único álbum da banda fez dele um marco histórico na carreira de todos os envolvidos.

As únicas surpresas de toda a noite foram por parte dos eleitos para “Melhor Banda da Atualidade” e “Melhor Show”. Da primeira, nós já falamos logo no início desse artigo: Coldplay ganhou, sendo considerado melhor banda que Metallica, Oasis, Kings of Leon e Muse. Na segunda, foram deixados para trás The Verve, Kings of Leon (mais uma vez), Rage Against The Machine e Nick Cave & The Bad Seeds. Sim! Por mais imprevisível que pareça (imprevisível, não injusto), o melhor show da atualidade – segundo votos do público – é o do Kaiser Chiefs. Considere isso uma última chamada para o Festival Planeta Terra.

Por Alex Correa



As resenhas da Jukebox by Neto

Álbum: Como Se Comportar

Artista: Moptop

Lançamento: Agosto de 2008

Nota: 3.5/5.0

Se em 2006 o Moptop já se mostrava preparado para embarcar no sucesso com seu álbum de estréia, em agosto de 2008 ficou provado que a viagem ao mundo da fama era sem volta.

Com uma personalidade novinha em folha, o grupo carioca brilha na turnê de Como Se Comportar, um disco que não pode passar em branco. Transpirando menos The Strokes, Aonde Quer Chegar, Como Se Comportar e a adolescente História para Contar compõem a parte mais marcante de todo o trabalho, mas a badalada Desapego não fica para trás.

Tão apaixonantes e grudentas quanto as antigas Paris e Sempre Igual, são Bom Par e a mais básica Adeus, mas não deixe de dar a devida atenção à Bonanza e à Contramão, inédita que mais me chamou a atenção quando vi o Moptop no início do ano, na Fundição Progresso, que mais tarde recebeu o Interpol.

Por Alex Correa

Álbum: Loyalty to Loyalty

Artista: Cold War Kids

Lançamento: Setembro de 2008

Nota: 4.0/5.0

Loyalty to Loyalty seria o álbum do ano fácil fácil, se já não tivéssemos experimentado uma sonoridade grosseiramente semelhante em 2006, na estréia do grupo. Não fosse a agradável melancolia de Avalanche B, a épica Cryptomnesia ou os inéditos falsetes adotados em uma ou duas músicas do disco, o jazzy rock californiano do Cold War Kids iria direto para a gaveta dos que pararam no tempo. Amor e ódio; Agressividade e delicadeza. Tudo isso e mais um pouco se junta no segundo álbum do CWK, que teria nível de best-seller caso fosse um livro de poesias. Não preciso nem comentar sobre a intercessão de uma faixa para a outra…

Por Alex Correa

Álbum: Off With Their Heads

Artista: Kaiser Chiefs

Lançamento: Outubro de 2008

Nota: 2.5/5.0

O novo disco do Kaiser Chiefs é quase tão difícil de ser descrito quanto o sabor da combinação de queijo com goiabada A abertura, feita por Spanish Metal (que não é um metal propriamente dito), deixa claro que nos próximos minutos não virá absolutamente nada imperdível. A presença dos convidados especiais – Lily Allen, New Young Pony Club e David Arnold – é praticamente inaudível. Pode-se considerar Never Miss a Beat, You Want History (que já estão sendo tocadas ao vivo há tempos) e Tomato In The Rain as melhores faixas de todo o disco, mas me arrisco a dizer que a verdadeira salvadora é Half The Truth – que também pode ser chamada de “música do rapper”. O rapper é Sway, que lidera os vocais por alguns versos e exibe toda a sua ginga de nigga londrino, o que vale como um ‘plus’ ao Off With Ther Heads. Já na última faixa do CD, é o baterista Nick Hodgson quem ataca como líder. A música é péssima e, se quiser saber, tem o nome de Remember You’re a Girl. Para ser honesto, esse não parece um trabalho de Mark Ronson, muito menos do Kaiser Chiefs.

Por Alex Correa

 




Pelos direitos musicais by Gabriel
outubro 4, 2008, 6:39 pm
Filed under: Radiohead, The Verve | Tags: , , , , ,

Não, este não é um post político, às vésperas da eleição.

O que o Radiohead, The Verve, Kaiser Chiefs, Klaxons, Kate Nash e Robbie Williams têm em comum? Todos eles aderiram a um grupo de artistas que luta por maior controle sobre suas próprias faixas.

Thom Yorke acionando o alarme de seu carro

Eles pretendem, com essa união, desvincular a música produzida da máfia das gravadoras…com isso, as empresas teriam que consultá-los em relação ao modo que as faixas seriam usadas, vendidas, pra quem vai o dinheiro…e tudo mais, em contraposição à atual realidade, na qual as gravadoras dominam quase todos os direitos das faixas.

Mais um capítulo da decadência das gravadoras.



Kaiser Chiefs, datas oficiais by Gabriel
agosto 30, 2008, 3:20 pm
Filed under: Kaiser Chiefs | Tags: ,

E parece que teremos Kaiser Chiefs no Brasil! Se bem que a informação veio do nosso amado Lúcio Ribeiro.

Em seu blog, ele deixa claro…as datas são oficiais, apesar de não citar fontes.

A banda chegará à América do Sul no início de novembro, para dois shows em Buenos Aires (1 e 3), e dois aqui no Brasil, dias 6 e 8, em Porto Alegre e São Paulo, respectivamente. Os shows estarão incluídos na nova turnê da banda, do disco ‘Off With Their Heads’, que será lançado dia 13 de outubro.

O show de São Paulo fará parte do festival Planeta Terra, que já confirmou outras atrações como The Jesus and Mary Chain e Animal Collective.

Autor: Gabriel Zorzo



Oasis em novo tour e Noel ataca novamente by Gabriel
agosto 15, 2008, 10:58 pm
Filed under: Oasis | Tags: , , , , , ,

A nova turnê britânica, marcada para coincidir com o lançamento de ‘Dig Out Your Soul’, já teve seus detalhes anunciados. Dia 6 de outubro o disco chega às lojas e no dia seguinte a banda cai na estrada.

Os dois primeiros shows ocorrerão na Liverpool Echo Arena, realizando mais 16 shows por todo o Reino Unido, num total de 9 cidades, finalizando a saga no dia 5 de novembro, em Glasgow. O início da venda de ingressos está marcado para a próxima quarta-feira, dia 20 de agosto.

O primeiro single do disco será lançado uma semana antes, mais precisamente no dia 29 de setembro.

Todas as datas você confere abaixo:

Liverpool Echo Arena (7, 8 de outubro)
Sheffield Arena (10, 11)
Birmingham NIA (13, 14)
London Wembley Arena (16, 17)
Bournemouth BIC (20, 21)
Cardiff International Arena (23, 24)
Belfast Odyssey Arena (29, 30)
Aberdeen Exhibition Centre (1, 2 de novembro)
Glasgow SECC (4, 5)

Hoje ainda, Noel Gallagher esteve em uma rádio para apresentar ‘The Shock of the Lightning’, o novo single do grupo. Mas como Noel Gallagher é Noel Gallagher, não desperdiçou a oportunidade e deu mais algumas alfinetadas em colegas de profissão, como se já não bastasse o Radiohead e o Coldplay no início da semana.

Pra começar, Mark Ronson…que de acordo com Noel, deveria escrever suas próprias músicas, ao invés de arruinar as alheias.

“Ele precisa aprender três acordes de guitarra e escrever uma música”

Nem o Kaiser Chiefs, que está com um disco sendo produzido por Mark Ronson, escapou da lingua afiada de Noel:

“Usei drogas por 18 anos e nunca fiquei tão mal ao ponto de dizer: ‘Quer saber? Eu acho que o Kaiser Chiefs é brilhante.'”

Já se referindo ao Scouting for Girls, o vocalista disse que o grupo deveria mudar seu nome para ‘Scouting for Idiots’. Até Amy Winehouse foi alvo das críticas do rapaz, sendo comparada a um cavalo.

Bom, risos para Noel Gallagher.

E se você está curioso quanto ao novo single, veja o vídeo abaixo:

fonte: contactmusic, nme, bbc 6music

autor: Gabriel



Mark Ronson, Lily Allen e Kaiser Chiefs by Neto
junho 5, 2008, 5:11 pm
Filed under: Kaiser Chiefs, Lily Allen, Mark Ronson | Tags: , ,

O produtor fodão Mark Ronson, que no momento está trabalhando nos novos álbuns de Lily Allen e Kaiser Chiefs, anunciou que a primeira fará uma participação nos vocais em certa música do terceiro disco dos Chiefs.

Mark Ronson

Ronson disse que, certa vez, pensou “porque eles não fazem uma música juntos?” e, depois de falar com eles, tudo se acertou: O dueto seria feito. “As vozes de Lily e Rick Wilson realmente combinam”, disse Mark, em entrevista ao jornal The Sun.

Lily Allen – que pintou seu cabelo de rosa recentemente – já trabalhou com a banda de Ricky, porém, indiretamente, quando gravou um cover de ‘Oh My God’ para o álbum de estréia de seu produtor.

Fonte: NME / Guardian