Move That Jukebox!


Ulysses ao vivo by Nádia Lapa
março 20, 2009, 12:26 pm
Filed under: Franz Ferdinand, The Cure | Tags: , ,

Os queridíssimos escoceses do Franz Ferdinand tocaram mês passado no show da NME. E ontem o vídeo de Ulysses (ao vivo) foi disponibilizado no You Tube. 

Não vejo a hora de eles voltarem pro Brasil!

O The Cure também tocou no mesmo show. O melhor são os comentários no You Tube sobre a platéia “um pouco” parada. Nem todos são brasileiros, né? ;)

Nádia Lapa, que agora ficará vendo o vídeo de Ulysses over and over again!

Anúncios


Franz Ferdinand também é cultura – Parte I by Nádia Lapa
março 14, 2009, 6:33 pm
Filed under: Franz Ferdinand, Outros | Tags: , , ,

Além de agraciar-nos com belíssimas canções, os escoceses do Franz Ferdinand também ajudam a aumentar a nossa cultura geral.

Primeiro, o próprio nome da banda. Francisco Ferdinando (Franz Ferdinand, em alemão) era arquiduque do Império Austro-Húngaro e provável herdeiro da coroa. Em 28 de junho de 1914, ele foi assassinado em Sarajevo por um estudante servo-bósnio. A Áustria, então, exigiu medidas da Sérvia, que se viu desrespeitada em sua soberania. E eis que este foi o gatilho que faltava para o início da I Guerra Mundial.

Francisco Ferdinando e família. E aí? Com qual dos escoceses ele parece?

Francisco Ferdinando e família. E aí? Com qual dos escoceses ele parece?

 

Coloque Michael pra tocar enquanto faz uma pesquisa por Rodchenko no Google Imagens. O artista plástico, escultor, fotógrafo e designer (ufa!) russo Aleksandr Rodchenko foi um dos expoentes do construtivismo. Apesar de terem sido tiradas na década de 20 do século passado, suas fotos parecem extremamente modernas. 

Até hoje poucos fotógrafos conseguem compor luz, sombra e formas geométricas tão bem quando Rodchenko. Sabe aquela sua foto super cool tirada através do retrovisor? Pois é, ele já fazia isso há quase cem anos. Se você duvida, clique aqui. 

Como modernidade é algo que agrada – e muito – à banda liderada por Alex Kapranos, eles meio que copiaram uma foto de Rodchenko para a capa de um CD. Acompanhe:

 

A foto original

Lily Brik por Rodchenko - A foto original

 

A fotomontagem feita por Rodchenko (photoshop pra q?)

A fotomontagem feita por Rodchenko (photoshop pra q?)

Precisa explicar?

Precisa explicar?

Menos conhecida em terras brazucas, a capa do single Take Me Out é inspirada no poster do filme “A sexta parte do mundo”, de Dziga Vertov, também feito pelo incansável Rodchenko.

 

O cartaz - Década de 1920

O cartaz - Década de 1920

Oitenta anos depois, o single.

Oitenta anos depois, o single.

 

E aí? Gostou? Não perca a parte II!

Nádia Lapa



Novo vídeo do Franz Ferdinand by Nádia Lapa
março 14, 2009, 2:06 am
Filed under: Franz Ferdinand | Tags: , ,

Eu os amo loucamente, então achei tudo lindo (não sou imparcial).

O Franz Ferdinand lançou o vídeo de No You Girls, faixa do álbum Tonight, lançado em janeiro.

Nádia Lapa



Ouça: Super Furry Animals e Nick McCarthy by movethatjukebox

Já dá pra ouvir a colaboração de Nick McCarthy, guitarrista do Franz Ferdinand, com o Super Furry Animals. Como já falamos por aqui, McCarthy gravou alguns versos em alemão para ‘Inaugural Trams’, faixa do novo disco do SFA. A música já caiu na internet, mas vai ficar mais legal quando ganhar uns remixes.

superfurryanimals

Dark Days/Light Years aparece no site da banda em três dias. Ansiosos?

Alex Correa



Tonight: Franz Ferdinand by movethatjukebox
março 7, 2009, 5:11 pm
Filed under: Outros | Tags: ,

Nota: 4,6/5

Em seu primeiro CD, se ouviu um rock strokeano que, sem pomposidade alguma, eternizou o Francisco Ferdinando da música. No álbum seguinte, a experiência da banda parecia suficiente para repaginar o estilo de ‘This Fire’, ‘Take Me Out’ e suas companheiras, dando origem a composições mais complexas como ‘The Fallen’, ‘I’m Your Villain’ e a mais uma dúzia de canções, frutos de um trabalho com mais foco e, talvez, com um pouco mais de capricho do que o realizado anteriormente.

Agora, lançando seu terceiro álbum de estúdio, o Franz Ferdinand já não é formado pelo mesmos jovenzitos que, em 2004, conseguiram um selo para mostrar ao mundo as composições que haviam escrito despretensiosamente – daqui pra frente, Alex, Nick, Bob e Paul são o que podemos chamar de “gente grande de verdade”, e a data de nascimento de cada um deles nem está em questão aqui.

Dando passos cada vez mais largos (e que, ao mesmo tempo, não são maiores que suas próprias pernas), o Franz se mostrou apto, mais uma vez, para gravar um outro baú de hits inéditos. Com mais sintetizadores e distorções do que nunca, a Domino Records nos deu o single ‘Ulysses’ uma semana antes do lançamento oficial de Tonight, que já agradava quem teve a oportunidade de conferi-lo ao vivo, nos primeiros shows do grupo em 2009.

Dentro do álbum, a música ganhou uma edição diferente da do single, com uma dose de experimentalismo inédita para a banda; dessa vez, os versos de Kapranos parecem se desencontrar dos acordes da guitarra de Nick, enquanto Thompson, na bateria, não parece se importar com o que o vocalista tem a dizer. O resultado final é, positivamente, incomparável a tudo que já ouvi.

‘Turn It On’, faixa seguinte, pega carona na energia de sua antecessora e a divide com as gravações mais aceleradas, que representam a maior parte do tracklist. Por mais que sejam rápidas e energizantes, as músicas de Tonight se dividem entre a leveza do entardecer e a beleza caótica de uma tempestade de raios, se me permitem ser um pouco metafórico. Estes raios pegam a longa ‘Lucid Dreams’ em cheio, que cede espaço a influências dos Chemical Brothers e acaba por se converter às raízes da música eletrônica em sua segunda metade.

Os Ferdinandos têm a receita perfeita para misturar caos e calmaria, paz e guerra, passividade e agressividade. Assim foi formado Tonight, que faz você querer ouvi-lo nessa noite, na próxima e na próxima. Em certos momentos, o ritmo toma proporções tão agudas de frenesi que te faz pensar que não sobra mais nenhum segundo de relaxamento. E é exatamente com essa intenção que o Franz Ferdinand te pega de surpresa nas últimas músicas do CD, ‘Dream Again’ e no pequeno romance ‘Katherine Kiss Me’, uma mistura de versos carinhosos, cordas acústicas e um piano memorável ao fundo.

Por Alex Correa



Vazou, vazou, vazou! by Gabriel
janeiro 10, 2009, 8:53 pm
Filed under: Franz Ferdinand | Tags:

Sim! O aguardado `Tonight: Franz Ferdinand`, finalmente vazou.

Agora você não precisa se contentar apenas com as três faixas divulgadas, o disco inteiro vazou e já pode ser baixado, pelos mesmos motivos de sempre, em nossa comunidade do orkut.

A tracklist vc confere abaixo:

1. Ulysses
2. Turn It On
3. No You Girls Never Know
4. Twilight Omens
5. Send Him Away
6. Live Alone
7. Bite Hard
8. What She Came For
9. Can’t Stop Feeling
10. Lucid Dreams
11. Dream Again
12. Katherine Kiss Me



Santo resumão do dia by Gabriel
dezembro 18, 2008, 9:35 pm
Filed under: Brian Eno, Franz Ferdinand, Lily Allen, Morrissey, U2 | Tags: , , , , ,

– Brian Eno e Peter Jackson estão de parceria. O músico, que trabalhou recentemente com o U2 e Coldplay, compôs a trilha de ‘The Lovely Bones’, filme baseado em um livro de Alice Sebold, que contará também com o diretor de ‘O Senhor dos Anéis’, Peter Jackson. O filme tem estréia marcada para o ano que vem, através da Paramount.

– ‘No Line On The Horizon’, próximo álbum do U2 já tem data de lançamento. Inicialmente planejou-se lançá-lo ainda este ano, mas devido a regravação de algumas faixas, foi adiado para o dia 2 de março, do ano que vem.

– Foi disponibilizado, no site da NME, uma versão ao vivo de ‘What She Came For’…faixa presente no próximo álbum do Franz Ferdinand, ‘Tonight: Franz Ferdinand’. O álbum chegará às lojas dia 26 de janeiro.

– A capa de ‘It’s Not Me, It’s You’, próximo disco de Lily Allen, foi divulgada hoje. O lançamento está marcado para o dia 9 de fevereiro. ‘The Fear’, o single, será lançado pouco antes, dia 29 de janeiro. A capa você confere abaixo:

– Em meio a crise americana, o próximo alvo: os ipods. O governador de Nova York, David Paterson, decidiu adicionar uma taxa de 4% a toda música, video ou e-book baixados. Tudo isso em vista de conter a crise, juntamente com outras 136 taxas sobre produtos supérfluos, como cigarros, cerveja, etc.

– ‘Years of Refusal’, próximo disco do Morrissey, chega às lojas dia 17 de fevereiro. O álbum terá 13 faixas, as quais você confere abaixo:

‘Something Is Squeezing My Skull’
‘Mama Lay Softly On The Riverbed’
‘Black Cloud’
‘I’m Throwing My Arms Around Paris’
‘All You Need Is Me’
‘When Last I Spoke To Carol’
‘That’s How People Grow Up’
‘One Day Goodbye Will Be Farewell’
‘It’s Not Your Birthday Anymore’
‘You Were Good In Your Time’
‘Sorry Doesn’t Help’
‘I’m OK By Myself’