Move That Jukebox!


Os melhores clipes de 2008 by movethatjukebox
dezembro 8, 2008, 7:16 pm
Filed under: Outros

Já é final de ano, época em que todos os blogs e sites de música fazem exatamente as mesmas coisas: Rankings dos melhores (e, claro, dos piores) álbuns, clipes e hits do ano que se passou.

Em dezembro, os autores do Move That Jukebox! se dividem para fazer seus rankings individuais, já que não é fácil definir pontos comuns entre esses quatro rapazes. Durante essa semana, os leitores acompanham as listas do Alex (Correa, 16), que não achou nem um pouco fácil organizar seus rankings.

A primeira rodada é dedicada exclusivamente aos melhores clipes de 2008, um ano que não foi nada excepcional em relação a boas produções de vídeos musicais. E vâmo que vâmo, meu.

10: I Will Possess Your Heart
Banda: Death Cab For Cutie
Álbum: Narrow Stairs
Direção: Aaron Stewart-Ahn e Shawn Kim (Otaku House)


A Otaku já havia trabalhado com o Death Cab, mas atingiu melhores resultados em sua parceria mais recente com a banda, que fez nascer o vídeo de I Will Possess Your Heart. O vídeo se manteve no nível de outros clipes do grupo, mas não conseguiu escapar do tédio nos quase cinco minutos instrumentais que dão início a música.

9:  Spiralling
Banda: Keane
Álbum: Perfect Symmetry
Direção: Andras Ketzer (Joyrider Films)


Quem já viu Eu, Robô (2004, um filme com Will Smith que retrata uma tentativa de robôs dominarem Chicago) logo liga o clipe de Spiralling com o longa. A mistura de cores com tecnologia e realidade não dá a esse clipe uma posição boa na lista, mas faz com que seja impossível não citá-lo.

8: Shut Up And Let Me Go
Banda: The Ting Tings
Álbum: We Started Nothing
Direção: AlexandLiane (Factory Films)


Quando me dei conta, Shut Up And Let Me Go já era mania na MTV Hits e imitar os símbolos com as mãos que fazem a interseção de uma cena para outra tinha virado onda nas festas. Reparem que, nem lutando kung fu, Jules de Martino (a parte masculina do duo) perde a pose e deixa seus óculos escuros estilosos caírem. Um doce pra quem conseguir uma foto do rapaz com a cara nua.

7: Ready For The Floor
Banda: Hot Chip
Álbum: Made In The Dark
Direção: Nima Nourizadeh (Partizan)


Eu sempre achei esse negócio de dualidade legal. Preto e branco, cores e ausência delas, Alexis Taylor e o Joker (?)… Enfim, quando assisti a Ready For The Floor no início do ano, na manhã que seguiu o show do Interpol na Fundição Progresso, quase caí de quatro.

6: Electric Feel
Banda: MGMT
Álbum: Oracular Spectacular
Direção: Ray Tintori (Partizan)


O hit do verão (vamos esquecer de Kids?) já era bom, e ficou ainda melhor em vídeo. As pessoas dançando fazem você dançar. Os focos em Andrew e Ben enquanto cantam fazem você cantar – e os ursos músicos da Disney fazem você dar breves risadinhas abafadas. A fotografia do clipe não fica pra trás e chega a lembrar a de Senhor dos Anéis.

5: Run (I’m a Natural Disaster)
Banda: Gnarls Barkley
Álbum:  The Odd Couple
Direção: Guy Shelmerdane e Richard Farmer (Happy)


A polêmica das espirais hipnóticas fez com que o clipe não fosse ao ar na MTV americana, mas as espirais não são, nem de longe, a melhor parte do vídeo. Desde a participação de Justin Timberlake até o revival dos anos 80, tudo é muito válido e muito digno.

4: Move
Banda: CSS
Álbum: Donkey
Direção: Keith Schofield (Streetgang Films)

Aqui mesmo, no Move That Jukebox!, pude perceber que nem todo mundo acha o CSS tão genial quanto eu acho, mas há de se admitir que a parceria dos brasileiros com o diretor Keith Schofield rendeu ótimos frutos. Em Move, brincadeiras da banda com pontos turísticos europeus são fotografados (e passam por uma leve edição, cof), dando a impressão de que estátuas estão respondendo as ações dos membros do grupo. Só vendo pra entender.

3: Another Way To Die
Artista: Jack White & Alicia Keys
Álbum: Quantum of Solace OST
Direção:  MK 12/PR Brown

Jack White cantando com Alicia Keys foi um luxo só, mesmo essa segunda me deixando um pouco desgostoso. O clipe para a parceria ainda deu um up no imortal tema de 007, mesmo com um deserto descaradamente fake ao fundo – mas isso a gente faz de conta que não reparou.

2:  Porks and Beans
Banda:  Weezer
Álbum: Weezer (Red Album)
Direção:  Mathew Cullen (Motion Theory)


Quando li que em Porks and Beans Mathew Cullen já desperdiçava litros de Coca-Cola com aquele lance de fazer um mix com Mentos, o ponteiro do meu mouse já foi correndo para o computador. Depois apareceram os astros do YouTube, e aí a festa se deu por completa. Uma produção mais do que original que, por pouco, não ficou em primeiro lugar na minha modesta lista.

1: A-Punk
Banda: Vampire Weekend
Álbum: Vampire Weekend
Direção: Garth Jennings (Hammer & Tongs)


Primeiríssimo lugar para o clipe de A-Punk, que dispensa comentários.

Amanhã tem mais lista, galerë. Até lá.

Por Alex Correa

Anúncios


E o que pensar do CSS? by movethatjukebox
dezembro 8, 2008, 5:25 pm
Filed under: Outros

Seria o Adriano um rude sem senso de humor ou estaria ele certo ao generalizar que o povo brasileiro pensa que o Também Sou Hype é uma cópia fiel do Cansei de Ser Sexy?

Saiba do que estou falando em: http://tinyurl.com/5twnuw



Keane Tour Dates by Gabriel
dezembro 8, 2008, 4:39 pm
Filed under: Outros

Sim! O Keane confirmou e já anunciou as datas de seu tour latino americano.

A informação vem direto do site oficial deles, keanemusic.com.

Eles passarão por três cidades brasileiras: Rio de Janeiro, São Paulo e pasmem, Belo Horizonte. Ao contrário do que estava sendo falado, os shows não coincidirão com a vinda do Radiohead, nos dias 20 e 22 de Março.

Mais informações abaixo:

10 de Março
Credicard Hall | Sao Paulo – Brazil

12 de Março
Chevrolet Hall | Sao Pedro Belo Horizonte – Brazil   (Não me perguntem o que São Pedro tem a ver com a história)

13 de Março
Citibank Hall | Rio de Janeiro – Brazil

Informações relativas aos ingressos, em breve.