Move That Jukebox!


Maracugina excessiva faz mal a saúde by Neto
outubro 13, 2008, 8:08 pm
Filed under: Outros

Vários cantores se tornam conhecidos a uma característica bem marcante. Temos vários exemplos disto: o Fresno pelas calças coladas, a Britney pela loucura, o AC/DC pelo terninho, o Ozzy pelo morcego e o Oasis por falar demais. Muitas vezes, quando o cantor perde a sua característica principal, ele acaba perdendo fãs, qualidade, e seus hits de sucesso acabam se tornando inexistentes.

A Alanis Morissette não foi exceção. Ela, que era conhecida por detestar os homens, o mundo, a política, e ser a porta-voz das mulheres, acabou se rendendo a um mundo tranqüilo e calmo. Tudo começou com a viagem que a cantora fez à Índia em 1998. Após a viagem, seus discos e suas opiniões nunca mais foram as mesmas.

Os dois principais discos de Alanis foram Jagged Little Pill (1995) e Supposed Former Infatuation Junkie (1998), tendo esse último sido escrito durante a viagem de Morissette e com diferenças notáveis: refrões desorganizados, letras fora do habitual e músicas com batidas mais rápidas e alegres, como So Pure”.

O novo disco da cantora não voltou às raízes e se perdeu na calmaria. De tão calmo, se tornou entediante. Prova disto é a mais nova música de trabalho da Alanis: Not As We. Uma canção que se entrega ao piano e a uma voz doce, coisas que não eram comuns para Morissette. A letra da música, que conta sobre uma separação, parece ser uma autobiografia, já que a cantora terminou o seu noivado no início do ano passado.

Não é a primeira vez que Alanis faz músicas calmas. Jagged Little Pill inclui Ironic, uma música que flerta com um solo de violão mas que conta com o velho estilo de Alanis – um humor meio malecioso com um refrão gritado. Isso não acontece mais no seu novo disco, Flavors Of Entanglement (2008), no qual as letras são praticamente um livro de auto-ajuda e as batidas pop predominam.

Encontramos uma com pouca raiva, sem letras sarcásticas e sem animação. Parece que a o melhor da Alanis Morissette ficou perdido lá na Índia.

Por Mateus Bracarense

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Não sou o maior fã da Alanis, e confesso que já cheguei a não gostar dela. Mas acho que o último trabalho dela ficou legal, melhor que o penúltimo. Acredito também que ela está evoluindo, crescendo, assim como o público. Alanis começou a carreira como cantora de pop, virou uma cantora de rock e acredito que ainda permanece no gênero, mas fazendo um trabalho diferente. Acho que o trabalho dela reflete as mudanças na vida dela, assim como refletia antigamente. Mas enfim… haha

Comentário por Heitor

Músicas calmas/baladas não faltam na discografia da Alanis (vide Your House e Mary Jane do “raivoso” Jagged Little Pill). O que difere Not as We dessas outras baladas é que ela foi lançada como single, apenas isso. Calmas nesse disco eu só conseguiria citas duas faixas no máximo.

No último álbum ela incorporou completamente a música eletrônica pois contou com a produção do Guy Sigswort, gênio que produziu a Björk, então não vejo nada de calmo nele como um todo.

Considero o Flavors of Entanglament como mais um capítulo do livro de alto ajuda que é a carreira/vida da Alanis, todas suas musicas são completamente pessoais, tratando (quase) sempre de relacionamentos, sejam eles amarosos ou não.

No final das contas, apenas acho que ela evoluiu, pois já não é aquela garota de 20 anos que disse ter feito sexo oral em seu ex no cinema. Mas o tom sarcástico ainda está presente na faixa Straijacket desse álbum, por exemplo.

Acho que vale a pena escutar o álbum novamente! hehe

Abraços e parabéns pelo blog, um dos melhores sobre músicas/resenhas!

Comentário por Gabriel




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: