Move That Jukebox!


O melhor show da vida de muita gente, no Rio de Janeiro by Neto
julho 31, 2008, 10:09 pm
Filed under: Muse | Tags: , ,

Ontem (30) aconteceu aqui no Rio o show do trio inglês Muse, que fez um show de encher os olhos e levou um Vivo Rio quase lotado a loucura. A abertura foi feita por Jay Vaquer, um músico carioca que faz um pop rock que agradou pouca gente no local. A surpresa foi a educação do público, que evitou vaias e por diversas vezes chegou a aplaudir o músico, que mais tarde agradeceu “por ser bem recebido”. O mais curioso foi observar que as pessoas do meu lado esquerdo se divertiram durante o show do rapaz jogando adedanha.

Talvez tentando compensar pela boa educação da platéia, os organizadores do evento foram extremamente arrogantes com Jay, entrando no palco e dando fim ao show de uma hora para outra. É claro que grande parte do público vibrou demasiadamente quando o show do rapaz finalmente acabou, já que isso significava que a apresentação do Muse ficava cada vez mais próxima, mas deu pra notar que muitos ficaram com um certo dó do carioca.

A atração principal da noite começou seu show quase uma hora depois do programado, e as vaias que foram guardadas durante o show de Jay Vaquer se desprenderam das gargantas para atingir a produção do evento. É claro que tudo isso foi compensado com o show que estaria por vir – e, meu deus, que show. O que muito me chamou atenção foram as dedicadas fãs dos ingleses na porta do Vivo Rio, antes mesmo do show começar, que saíram distribuindo papéis rigorosamente picados em quadradinhos para todos da fila – que seriam arremessados mais tarde, em Feeling Good, mais ou menos como aconteceu no show do Chile. A abertura ficou por conta de Knights of Cydonia que, na minha opinião, é simplesmente perfeita para tal papel. A histeria continuou na próxima música, que não coincidentemente tem esse nome: Hysteria. Dead Star, que até hoje só foi lançada numa versão ao vivo na coletânea Hullaballo, foi interpretada de um modo diferente e com pitadas mais eletrônicas do que aquela que foi lançada em 2002, mas tal versão já estava sendo apresentada nos shows a tempos.

O show parou na ma-ra-vi-lho-sa Plug In Baby, quando gigantes balões brancos distraíram o público enquanto Matt, Dom e Chris saiam do palco sem serem muito notados – e, até tal momento, Matthew já havia arriscado um “Muito Obrigado” (em português mesmo) e tocado várias mini-canções super inusitadas em seu piano, incluindo Jazz e uma clássica Bossa Nova.

Os tais balões brancos (que, diga-se de passagem, soltavam um ar super refrescante quando estourados)

Não demorou muito para que a apresentação fosse retomada, logo depois de gritos de “Olê, olê, olê, olê! Musê, Musê!”, e Dominic logo entrou com uma bandeira do Brasil amarrada ao pescoço e usando uma simpática cartola verde – que por um momento me fez confundir a homenagem ao nosso país com uma forma de lembrar-nos da Irlanda. Dessa vez, toda a energia do trio foi depositada em Stockholm Syndrome, uma das canções mais populares do grupo. O melhor show da vida de muita gente (inclusive o da minha) foi finalizado com Take a Bow, uma das minhas preferidas – pena que eu já estava sem fôlego e tive que sair da grade da pista normal pra tomar um pouco d’água. A finalização contou com jatos de fumaça que estavam localizados na frente do palco e que já haviam aparecido em Butterflies & Hurricanes, um pouco mais cedo. O resultado final foi- quase literalmente – de matar.

O setlist final foi:

Knights of Cydonia
Hysteria
Dead Star
Map of the Problematiqué
Supermassive Blackhole
Butterflies and Hurricanes
Sunburn
Feeling Good
Bass Jam
Invincible
New Born
Starlight
Time is Running Out
Plug In Baby
Stockholm Syndrome
Take a Bow

Autor: Alex Correa

Anúncios


Mais Ed Bangers no Brasil by marçal

Primeiro Busy P, o chefão da Ed Banger, passou por aqui. Depois Justice, a menina dos olhos do selo francês, foi confirmado no Skol Beats. Agora mais dois representantes vão dar as caras por aqui. A gatchenha MC Uffie, e o seu namorado DJ Feadz.

Para quem não conhece, Uffie é quem emprestou sua voz para a faixa ‘The Party’, do Justice. Já Feadz é menos hypado, mas suas músicas estão sempre presentes nas compilações da Ed Banger, além de já ter gravado com Spank Rock.

Uffie

Ambos estão escalados para o line-up da segunda edição do festival Häagen-Dazs Mix Music, que acontece  na Vila dos Ipês, em São Paulo, no dia 1 de Novembro.

Além dos Ed Bangers, o festival também trará o ótimo A-Trak, conhecido por ser o DJ de turnê de Kanye West, e a banda de disco-punk VHS or Beta, mas não para fazer show, apenas discotecar. Entre os brasileiros, estão confirmados Diogo Accioly, Laico e o duo paulista Database.

Os preços serão R$100 para os homens e R$80 para as mulheres. Bebida à vontade.

Autor: Marçal Righi

Fonte: Ilustrada no Pop / Rraurl



Trilha de 007 por Jack White e Alicia Keys by marçal
julho 30, 2008, 6:51 pm
Filed under: Jack White | Tags: , ,

Primeiro, diziam que a trilha sonora do novo filme de James Bond seria feita por Amy Winehouse e Mark Ronson, que até gravaram uma música, que não foi pra frente. Em seguida, a bola da vez era a britânica Duffy, mas também não vingou.

Desta vez parece que é verdade. O tema principal de ‘Quantum Of Solace’, entitulado ‘Another Way To Die’, será um duo entre Jack White e Alicia Keys. De acordo com o site da Billboard, o tema foi composto e produzido pelo vocalista do White Stripes, que também tocou bateria na faixa.

‘Quantum Of Solace’, o filme mais caro da série 007, estréia nos cinemas americanos no dia 7 de novembro. A trilha sonora chega às lojas alguns dias antes, no dia 28 de outubro.

Autor: Marçal Righi

Fonte: NME / Billboard.com



Mais um DVD em Wembley by Neto
julho 29, 2008, 2:05 pm
Filed under: Foo Fighters | Tags:

 

Seguindo o sucesso do Haarp, pacote de CD + DVD do Muse gravado no estádio inglês de Wembley, o Foo Fighters anunciou que lançará Foo Fighters: Live At Wembley Stadium no dia 23 de agosto. O DVD terá o material de dois dias de show no estádio (6 e 7 de junho), que foram feitos com as participações especiais de Jimmy Page e John Paul Jones, membros do antigo Led Zeppelin.

O tracklist do DVD será esse:

‘The Pretender’
‘Times Like These’
‘No Way Back’
‘Cheer Up, Boys (Your Make Up Is Running)’
‘Learn To Fly’
‘Long Road To Ruin’
‘Breakout’
‘Stacked Actors’
‘Skin And Bones’
‘Marigold’
‘My Hero’
‘Cold Day In The Sun’
‘Everlong’
‘Monkey Wrench’
‘All My Life’
‘Rock And Roll’
‘Ramble On’
‘Best Of You’

Autor: Alex Correa

Fonte: NME / Columbia Records



Tim Festival escala rapper para line-up by Neto
julho 29, 2008, 1:50 pm
Filed under: Kanye West | Tags:

 

Foi confirmada agorinha mesmo a apresentação do americano Kanye West  (conhecido por seus atrasos abusivos em shows) no Tim Festival, que acontece em outubro no Rio de Janeiro, Vitória e em São Paulo. Aparentemente, os organizadores do Tim se inspiraram em famosos festivais britânicos, que nesse ano resolveram inovar adicionando diversos rappers em seu line-up – o Glastonbury, por exemplo, escolheu Jay-Z para ser um dos headliners do palco principal.

É óbvio que essa surpreendente atração vai causar muita polêmica e revolta a maioria dos tradicionais frequentadores do Tim, que já trouxe Arctic Monkeys, Yeah Yeah Yeahs, Devendra Banhart e muitos outros. O último álbum de Kanye, Graduation, já conseguiu o primeiro lugar na Billboard e tem agradado muitas pessoas que jamais imaginariam que gostariam de hip-hop – nossos colegas Cédric e Marçal, por exemplo, têm ouvido [e muito] o trabalho desse rapaz.

MGMT, Gogol Bordello, The National, Klaxons, Paul Weller, The Gossip, Sonny Rollins, Stacey Kent, Carla Bley e Esperanza Spalding também já foram confirmados para o Tim Festival 2008. Conforme mais atrações se confirmam, a esperanza [rere] de ver Amy Winehouse (que foi hospitalizada ontem mas passa bem) ainda nesse ano vai se esgotando.

Autor: Alex Correa

Fonte: G1



TramaVirtual apresenta Donkey by Neto
julho 28, 2008, 10:52 am
Filed under: CSS

Foi lançado no Álbum Virtual, projeto novíssimo do site TramaVirtual, o álbum Donkey, do CSS. Visitando a página, você pode conferir o encarte completo do disco e ainda fazer o download das músicas gratuitamente, tudo sem o peso de estar baixando material pelo Rapidshare e infringindo todas aquelas leis de direitos autorais – mas vale lembrar que, ao menos no Brasil, fazer isso não é crime. O formato físico do disco foi lançado em 21 de julho no Reino Unido, mas só chega no dia 1º de agosto nas lojas brasileiras, pela Trama.

O CSS foi o terceiro grupo a aderir ao projeto do Álbum Virtual, seguindo o Macaco Bong e o famoso músico Tom Zé.

Você lê a resenha do Donkey aqui

Autor: Alex Correa



Parabéns Alex! by Gabriel
julho 27, 2008, 12:12 pm
Filed under: Outros

aeaeaeeeeeeeeeeeeee

Mais um super post de aniversário hoje. Parabéns ao Alex, que segue seu rumo à maioridade!

Muitos anos de vida a este jovem que carrega o blog nas costas enquanto os outros se divertem no msn.