Move That Jukebox!


Entrevista: Wry by marçal
junho 1, 2008, 6:31 am
Filed under: Entrevistas, Wry | Tags: , ,

Sabe aqueles filmes que são pouco conhecidos, que alguns gostam, outros não, mas mesmo assim, têm qualidade indiscutível?

Mudando um pouco de situação, pense naquelas pessoas que saem do Brasil para tentar a vida e o sucesso profissional em outro país.

Agora imagine uma banda que mistura pós-punk, shoegaze, noise-rock e um pouco de rock clássico, transporte as duas situações anteriores para a música e some a estes ingredientes. O resultado é o Wry.

Achou complicado? Rotular o Wry também é. E por isso que esta é uma daquelas bandas que se diz: “Não dá pra explicar, ouve que você vai entender!”.

Em 1994 nascia o Wry, cheio de criatividade e vontade de fazer boa música. Ganhando destaque em festivais nacionais, começaram a ficar conhecidos no cenário alternativo brasileiro, e em 2001, se mudaram para Londres, em busca de novas aventuras. E conseguiram muito reconhecimento.

Atualmente estão gravando o quarto álbum, “The Noise of Heavens”, além de um disco com covers de bandas brasileiras. O EP “Whales and Sharks”, recém-lançado na atual casa da banda, deve sair em breve aqui no Brasil.

Conversei com o simpático vocalista, Mario Bross, que me falou mais sobre a história da banda e sua musicalidade. A entrevista você confere logo abaixo.

MTJ!: Como foi tomada a decisão de irem viver na Inglaterra?
Mario: Vem dos primórdios de nossa vida, antes mesmo de ser Wry, sempre tivemos a vontade de vir morar pra cá e, particularmente eu não me arrependo não, até agora a experience foi mais que válida. Tento inspirar as pessoas a saírem de sua zona de conforto, procurar correr riscos em outras culturas faz de você uma pessoa mais transparente às diferenças do mundo e das pessoas.

MTJ!: Depois de tanto tempo juntos, como é o relacionamento de vocês?
Mario: Creio que seja parecida com qualquer tipo de amizade de longa data, a gente se conhece bem. Muitas vezes não precisamos de palavras para nos expressar e sabemos também as diversas reações uns dos outros para diversas situações. O André, baterista, ainda é novo no Wry, nos conhecemos em 2003 e ele entrou no Wry há 1 ano e meio, temos bastante que conhecer dele ainda.

MTJ!: Vocês já lançaram 3 álbuns, além de EPs e compilações. Como vem sendo o amadurecimento da banda ao longo deles?
Mario: Acho que teve uma violenta evolução agora, depois que o André entrou. Musicalmente houve um melhor encaixe entre o Wry agora. É muito fácil de fazer musica e há uma participação bem maior de todos, em todas as músicas.

MTJ!:
O que os fãs podem esperar desse disco que está sendo gravado?
Mario: Algo estupendo e diferente de antes, mais maduro, sério e profundo. Algo como um Whales and Sharks mais elevado. Também, de tanto que está aguçada nossa criatividade, temos nossas primeiras composições em português; quem me inspirou a cantar na minha língua foram bandas como Sigur Rós e Legião Urbana, além de umas bandas brasileiras que gosto muito no momento, entre elas o Ludovic.

MTJ!: O Wry também vai lançar um CD de covers. O que encontraremos nele?
Mario: Este foi o CD que mais demoramos para terminar. Vai sair logo. Fizemos covers das bandas que ouvimos no começo de nossa carreira, por volta de 95, até antes de virmos embora para Londres. Queríamos fazer uma homenagem e também mostrar aos fãs do Wry bandas que muitos deles nunca iriam conhecer. Fizemos covers de Astromato, Walverdes, Pin Ups, Killing Chainsaw, Vellocet, Sonic Disruptor, MQN, Biggs, Pelvs, Brincando de Deus, Low Dream entre outras, vai se chamar National Indie Hits.

MTJ!: Vocês já fizeram shows com várias bandas conhecidas. Houve alguma que
despertou um entusiasmo maior em tocar junto?
Mario: Particularmente de todas que tocamos por aqui, eu citaria o The Early Years, que nem é famosa e o Ash. No Brasil, adorei tocar com Mellotrons, Os Telepatas e o Ludovic.

MTJ!: E quais bandas vocês têm mais ouvido ultimamente?
Mario: Eu estou ouvindo muito Soundpool, Film School, Legião Urbana e My Bloody Valentine.

MTJ!: Alguma previsão de show no Brasil?
Mario: Estaremos fazendo bastante coisa no Brasil no ano que vem, quando estaremos lançando o álbum novo. Esse ano só iremos se tivermos alguma proposta muito legal. Rock n’ roll!!

Acesse:

| Orkut | MySpace | Trama Virtual | YouTube |

Autor: Marçal Righi

Anúncios

3 Comentários so far
Deixe um comentário

TÃO DE BRINKS QUE VÃO ENTREVISTAR O GO! TEAM

Ser do Move comofas//

Comentário por Goten

nós não vamos entrevistar go! team.

já entrevistamos! mas, como sempre, a entrevista só vai ao ar no domingo.

beigo

Comentário por alex correa

[…] Abril 1, 2009, 2:12 pm Arquivado em: Outros Com 11 faixas inéditas, o novo disco do Wry acaba de bater na internet, com o nome de She Science. Formada em São Paulo em 1994 e amadurecida […]

Pingback por Wry: Eles estão de volta « Move That Jukebox!




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: