Move That Jukebox!


Crítica: Konk (The Kooks) by Cedric
março 17, 2008, 4:31 pm
Filed under: Críticas e Recomendações | Tags: , ,

O “Konk” só será lançado em abril, mas já vazou na internet (como o novo do We Are Scientists, do Tokyo Police Club…enfim, álbuns sempre vazam por culpa do Mário, é claro).

O nome do álbum veio do estúdio em que a banda o gravou, “Kooks – Konk soa bem”, disse Luke Pritchard – vocalista – sobre o batismo do novo trabalho.

‘Konk’ não é nada inovador, não quando já se ouviu o primeiro CD do grupo inglês. Trata-se de um ‘Inside In/Inside Out’ com um pouco menos de rock e doses extras de reggae, não que isso seja ruim.

A primeira faixa é ‘See The Sun’, que em seus primeiros segundos conta apenas com uma guitarra leve – essa guitarra “leve” volta a aparecer em outras músicas – e com a voz de Luke, o que me fez lembrar de ‘Seaside’, que abre o primeiro álbum.

Tradicional sim. Chato nunca. O ‘Konk’ é, na falta de um adjetivo melhor, gostoso de ouvir. Logo em na primeira música – ‘See The Sun’, como já falei acima – você pega certa simpatia pelo CD. Mas eu esperava mais, pra falar a verdade, eu acho que esperava demais dos Kooks, que entraram pro hype inglês a pouquíssimo tempo. Pensei em botar a culpa na saída de Max Rafferty – fundador e ex-baixista – do grupo, mas não é justo, o rapaz esteve presente na maior parte do período de gravação e produção. Portanto, acho que vou deixar a culpa da quebra de expectativa nas minhas costas mesmo.

‘Always Where I Need To Be’, ‘Mr. Maker’, ‘Do You Wanna’ e ‘Gap’ são, na minha opinião, as melhores músicas do novo trabalho (‘Always Where I Need to Be’ principalmente) e são [quase] tão boas quanto os hits ‘Sofa Song’, ‘Eddie’s Gun’, ‘Ooh La’ e ‘Naive’, que marcaram o álbum de estréia da banda. Faixas equivalentes sim, mas por que não tunes novos melhores do que os antigos? Isso também tem. ‘Shine On’ contou com uma letra positiva, uma melodia doce e superou ‘Seaside’ no quesito “cuteness” (ou fofura, como preferirem). A “faixa escondida” ‘All Over Town’ também tem uma melodia bonita no violão e divide o lugar de “faixa mais fofa” com ‘Shine On’.

A primeira faixa citada no parágrafo acima é dos tempos de Glastonbury, dos tempos de T In The Park e dos tempos do Rock am Ring (foi nesse que eu conheci o hit), ou seja, é dos tempos do primeiro CD. E é a melhor do novo.

Luke e seu grupo gostariam de reproduzir o espírito do ‘Inside In/Inside Out’ no ‘Konk’. Acho que não conseguiram, mas passaram perto, realmente chegaram bem perto. (Se discordar de mim, sinta-se livre para criticar minha opinião comentando nesse mesmo artigo)

Tracklisting

  1. See the Sun
  2. Always Where I Need to Be
  3. Mr. Maker
  4. Do You Wanna
  5. Gap
  6. Love It All
  7. Stormy Weather
  8. Sway
  9. Shine On
  10. Down to the Market
  11. One Last Time
  12. Tick of Time (+ Hidden Track ‘All Over Town’)

Destaque para: Always Where I Need To Be, Mr. Maker, Do You Wanna, Gap, One Last Time, Tick of Time e All Over Town.

Autor: Alex Correa

 

Anúncios

12 Comentários so far
Deixe um comentário

Mario? Que Mario? :o

:-)

Comentário por mamoto

Aquele que te conheceu atrás do armário!
(hoje em dia varias pessoas se conhecem atrás do armário, super comum)

Comentário por alex correa

paciência é uma virtude. né alex?

Comentário por Cedric

Eu não gostei da primeira faixa,e isso me assustou.Ainda bem que as outras faixas foram melhorando…e eu também esperava demais deles,mas não ficou ruim. :D

Comentário por luana

Sim minha gente eu aclamo-o como um bom álbum. Obrigado!

Deus.

Comentário por Eder Bruno Cunha

realmente, eu tb esperava mais.. mas achei bom, gostei! gosto mt de mr maker tb..

nossa, nunca conheci ninguém atrás do armário, tem algum mário por aqui?!

Comentário por carol

Where we tonight shall camp?….The top blogs of the day. the newest report , see and reply me some comments. Thanks.

Comentário por lanphuong

concordo com vc, o konk naum eh nada inovador, nem mudara a vida de ningm, mas eh um album mto agradavel e gostoso de se ouvir

Comentário por Raphael Valenti

http://www.4shared.com/file/41286903/bdcc5818/The_Kooks_-_Konk__2008___wwwsvaragramablogspotcom.html

Outro Link do CD Aeew. Flw

Comentário por André Oliveira

[…] discos (o Konk já vazou) serão lançados dia 14 de […]

Pingback por The Kooks com álbum duplo « Move That Jukebox!

eu realmente gostei do album, acho a qualidade das musicas muito superior em relaçao as anteriores. see the sun e one last time, ainda nao citadas aqui, sao as minhas preferidas :D

Comentário por tico

Olá, boa tarde. Sou nova por aqui. Então, gostei muito da sua resenha, resume tudo e muito bem sobre o novo álbum do The Kooks. Na verdade, eu só conhecía o “hit” “Naive” e semana passada decidí baixar os dois álbuns e ouví-los com calma. Minha primeira reação: gostei mais do “Inside In/Inside Out”. Melhor música do Konk, na minha opinião, disparado: “Always where I need to be”, porém, preciso ouvir mais pra poder e ter direito de falar mais sobre o álbum, o que você faz muito bem. Talvez mude minha opinião…ou não. :) Beijo.

Comentário por Fernanda Tavares




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: