Move That Jukebox!


The Dark Side of Amy Winehouse by Cedric
março 31, 2008, 2:23 pm
Filed under: Outros | Tags: ,

Não é de hoje que Amy tem enfrentado problemas, como por exemplo seu tão falado envolvimento com drogas, que levou a cantora a uma clínica para viciados.

Agora, a novidade é do The Sun – jornal sensacionalista inglês que não para de falar de Amy Winehouse. Segundos suas tão misteriosas fontes, o terceiro álbum da inglesa falará de depressão, sofrimento, e porque não da morte?

A própria Wino já havia falado que usou os dez dias que ficou internada para pensar na vida e compor para o próximo trabalho (álbum esse que adoraria escutar até o final do ano).

“O próximo álbum está mais ‘dark’ do que nunca”, disse a (o) amiga (o) da cantora, segundo o The Sun. “Ela já está compondo bastante para o terceiro CD. É muito ‘dark’ mas ela produziu algumas de suas melhores músicas quando estava sofrendo, e os últimos meses têm sido como o próprio inferno para ela.”

Espera-se que terceiro CD – ainda sem nome e data para lançamento – seja tão vendido quanto o ‘Back to Black’, que entrou para o top 5 britânico.



Franz Ferdinand CONFIRMADO no Brasil by Cedric
março 29, 2008, 4:45 pm
Filed under: Franz Ferdinand | Tags: ,

É o que diz Lúcio Ribeiro.

O jornalista publicou recentemente em sem blog que o grupo de Alex Kapranos vem ao Brasil no segundo semestre pela empresa Argentina DG, que tem parceria com o Tim Festival.

Isso quer dizer que o Franz Ferdinand vem ao Brasil para o Tim, ou não. Essa não seria a primeira vez que o grupo daria as caras por aqui, já que abriu o show do U2 em 2006 e no mesmo ano tocou no Motomix.

A passagem da banda pelo país vai coincidir com o lançamento do terceiro CD, o que significa que talvez eles venham na turnê de lançamento do “Not Yet”.

Franz no Motomix, em 2006

Com isso, Franz Ferdinand entra para a lista de “confirmações” do Lúcio, que já conta com The Gossip, Feist, Bloc Party, Amy Winehouse, Muse, Radiohead e Klaxons. Vale falar que o Klaxons já havia sido confirmado para o Festival Indie Rock pela própria organizadora do evento, mas o cara e a Rolling Stone desmentiram, falando que os new ravers só vão aparecer no Tim. Editors e Yo La Tengo também devem aparecer por aqui, e esses não foram confirmados por Lúcio. Weird.



Resumo da semana II by Cedric
março 29, 2008, 1:10 pm
Filed under: Outros

Abaixo você confere as notícias que o Move não publicou durante a semana.

– CSS remixa B-52’s:

A banda brasileira contribuiu com o remix da música ‘Funplex’ para o novo EP ‘Funplex Remix’, do B-52’s. Scissor Sisters e Peaches também contribuiram para o EP, que tem quatro faixas.

– Debut do Hadouken!:

Os New Ravers do Hadouken! anunciaram que vão fazer um show apenas para os fãs com menos de 15 anos. Na apresentação, o quinteto – que conta com uma mulher – vai tocar músicas do primeiro CD da banda, que está por vir. ‘Music For An Accelerated Culture’ será lançado no início de maio e terá 9 faixas.

Hadouken!

– T In The Park:

Will Young, British Sea Power, Little Man Tate e Delays entraram pro line-up do festival, que acontece entre 11 e 13 de Julho, na Escócia. Os ingressos para o evento já acabaram.

– Led Zeppelin nos estúdios:

Em entrevista a revista inglesa Uncut, John Paul Jones (baixista) disse que o Led Zeppelin talvez grave um novo CD. A banda voltou a atividade em Dezembro do ano passado, quando fez um show em Londres.

– Kate Nash na bateria:

A inglesa gatchona anunciou que está com um projeto novo, onde trocará o microfone pela bateria. Kate se mostrou muito animada com o projeto e ainda não revelou qual estilo de música irá tocar e nem quais serão os outros membros da banda.

– Quarto álbum do Ladytron:

O electro-group vai lançar seu quarto CD, depois de passar 3 reveillons longe dos estúdios. O álbum se chamará Velocifero, terá 9 faixas, foi gravado em Paris e será lançado oficialmente no início de Junho.

Ladytron

– Feliz dia das lojas de CD:

A banda revelação Vampire Weekend lançará, no dia 19 de Abril, um single de ‘A-Punk’ em vinil. O objetivo é ajudar as lojas de CD que têm enfrentado grandes crises por causa do download (seja ele legal ou ilegal) de álbuns na internet. A banda The Flaming Lips também abraçou a causa.

– Vamos nos separar:

Em um dos seus recentes shows, o Velvet Revolver falou que ia se separar. Durante esse show, que aconteceu na Escócia, a banda falou que “os fãs estariam vendo a última turnê do Velvet Revolver”. O baterista Matt Sorum postou online um comunicado onde falava que a banda estava com sérios problemas. Você lê o comunicado completo aqui.

– Não vamos nos separar:

Enquanto isso, o Does it Offend You, Yeah? falou que todos os rumores que apareceram ao longo desses últimos meses falando que a banda iria se separar eram mentira. No comunicado que foi postado no site da banda, Morgan Quaintance terminou falando que estava feliz porque revistas e jornais estavam falando da banda.

– Quem vai comprar o estúdio do Oasis?:

O estúdio do Oasis’ Boy está à venda. Quem andou marcando uma visita ao estúdio foi Amy Winehouse, o que levantou rumores de que a cantora pretende comprar o local. Estima-se que o preço do estúdio – que também já foi usado por Robbie Williams e Led Zeppelin – seja de cerca de três milhões de libras.



EP de lançamento do The Cheddars está por vir by Cedric
março 29, 2008, 11:45 am
Filed under: The Cheddars

O EP contará com 6 faixas e ainda não tem nome, mas o processo de pré-produção já foi iniciado.

“[O EP] Terá músicas dançantes e algumas mais pesadas”, disse Bruno, o vocalista do The Cheddars (banda que a gente já entrevistou e apresentou a vocês) numa conversa comigo pelo telefone.

As influências continuam as mesmas do single ‘O Palhaço Triste’: White Stripes e é claro, Muse. Mas Bruno também revelou que o CD novo do Radiohead, ‘In Rainbows’, influenciou muito a banda no processo de composição, e isso vai ficar claro em uma das faixas do EP de estréia do grupo, que contará apenas com piano e voz.

Bruno também contou que o The Cheddars conta com um elemento novo para este trabalho: Gerhard. O rapaz entrou no lugar de Tarcísio, e é o melhor amigo do vocalista (que criou o projeto). “O legal de ter uma banda com os amigos é a química, que é muito importante”, disse Bruno, “com alguém que você tem mais afinidade os ensaios são mais produtivos e, ao mesmo tempo, descontraídos”.

O lançamento será feito pelo Trama Virtual, onde o EP vai ser disponibilizado para download de graça. De graça para quem baixar, mas isso pode render algum dinheiro para a banda com o sistema de Download Remunerado do site. Ou seja, você escuta uma boa música e ainda ajuda a banda.

O EP em formato físico será lançado 1 ou 2 meses depois do download ser disponibilizado no Trama. “Pretendemos lançar 1000 cópias iniciais”, revelou Bruno, ainda na mesma conversa.

O trabalho deve ser lançado no final de Abril, mas, enquanto isso, divirta-se com o single ‘O Palhaço Triste’, faça o download pelo Trama Virtual ou escute no MySpace.



Radiohead de volta aos estúdios by Gabriel
março 28, 2008, 2:02 pm
Filed under: Radiohead | Tags:

Novo material vem por aí. Pelo menos é o que as notícias indicam.

O Radiohead está para entrar em estúdio com o produtor Nigel Godrich, para trabalhar em novo material.

No entanto, de acordo com Colin Greenwood, o processo criativo não parece tão mais fácil. A banda reservou tempo com o produtor nos estúdios, já que possuem coisas que querem fazer. A presença de Nigel parece facilitar as coisas.

Mudando um pouco de foco. Para a próxima turnê mundial, a banda tem 70 músicas na lista de faixas a serem trabalhadas, ensaiadas e relembradas para os shows. Thom Yorke disse ainda que tem sido muito difícil relembrar de como tocavam algumas músicas – ‘Talvez devêssemos entrar no You Tube para ver como as tocávamos’.



Supernatural Superserious by Gabriel
março 26, 2008, 8:43 pm
Filed under: Coldplay, REM | Tags: , , ,

O novo single do REM, intitulado ‘Supernatural Superserious’, já teve outro nome.

De acordo com Michael Stipe, a faixa, que pertence ao novo disco ‘Accelerate’, foi renomeada graças a um conselho de Chris Martin, vocalista do Coldplay. O contato dos músicos ocorreu em Londres, enquanto cada um trabalhava com suas respectivas bandas na gravação dos novos álbuns.

Após ouvir a faixa, Chris Martin foi direto – a música era boa, mas o título anterior (‘Disguised’) era péssimo e deveria ser trocado. A sugestão de Chris foi aceita, e permanece até hoje.

Quem diria que meses depois o mesmo Chris Martin viria com o ‘Viva la vida or death and all his friends’.

Lembrando que ‘Accelerate’ será lançado segunda-feira que vem, dia 31 de março.



Amy Winehouse e Pete Doherty: Novidades em 4 parágrafos by Cedric
março 26, 2008, 5:02 pm
Filed under: Pete Doherty | Tags: , , ,

Ontem (segundo a NME) ou anteontem (segundo o The Sun), Amy Winehouse recebeu uma visita de seu amigo. O vocalista do Babyshambles visitou o apartamento da cantora tarde da noite, acompanhado de seu diário e de seu violão.

Existem especulações de que, nessa noite, a dupla esteve trabalho em ‘Your Hurt The Ones You Love’, que de acordo com Doherty será o primeiro trabalho dele com “sua grande amiga”.

Enquanto o ex-Libertine esbanja sucesso com sua carreira solo, os problemas de Amy Winehouse parecessem não se resolver. O jornal inglês ‘The Sun’ (que já foi citado como referência nesse post) levantou a hipótese de que a cantora voltará para o rehab em breve, só que, dessa vez, bem longe de Londres. A fonte do jornal disse que Amy provavelmente se internará numa clínica em Cape Town, na África do Sul.

Foto do ‘The Sun’.

Na mão do Doherty não é cocô, é terra.

Mas, mesmo com o sucesso, a vida de Pete Doherty não está um mar de rosas. A sua ex (e talvez ainda amada) está para se casar com Jamie Hince, do The Kills. Quem sabe esse não é o motivo da visita? Conversar sobre Kate Moss, trocar idéias sobre o rehab…enfim, possibilidades não faltam (mas tomará tenha sido pra fazer música).



Última entrevista de Lennon by Gabriel
março 25, 2008, 11:26 pm
Filed under: Beatles, john lennon | Tags: ,

No dia 1° de abril chegará as lojas o DVD “The Tomorrow Show With Tom Snyder: John, Paul, Tom And Ringo”.

O programa de entrevistas, apresentado por Tom Snyder esteve no ar durante 9 anos (1973-1982) nos EUA, pela rede NBC. Essa edição em especial, que contou com a presença do ex-Beatle John Lennon, possui grande importância histórica. Foi a última entrevista dada por Lennon antes de sua morte.

Gravada no dia 25 de abril de 1975, a entrevista aconteceu também pouco antes do ex-beatle dedicar-se mais a sua vida pessoal, acompanhando mais de perto o crescimento de seu filho. Assuntos como o término da banda e o uso de drogas foram discutidos abertamente pelo músico.

O desfecho todos sabem. Dia 8 de dezembro de 1980, cerca de 5 anos depois, John Lennon foi assassinado com quatro tiros. Como tributo, a entrevista foi retransmitida no dia seguinte.

Além de Lennon, o DVD contará também com entrevistas com Paul McCartney, Ringo Starr.



A volta dos Beach Boys by Gabriel
março 25, 2008, 10:54 pm
Filed under: Beach Boys, Brian Wilson | Tags: ,

Como postado anteriormente, alguns dos membros restantes do Beach Boys se encontraram na justiça de Los Angeles, em uma disputa legal pelos direitos de uso do nome da lendária banda.

Bom, como resultado do confronto, os primos Mike Love e Brian Wilson, juntamente com Al Jardine, parecem ter entrado em um acordo, o qual tem gerado rumores de um (contenham a euforia) possível retorno.

Nada certo ainda, apenas mais um passo rumo à volta.



‘Consolers of The Lonely’ ganha primeiro clipe by Cedric
março 25, 2008, 9:00 pm
Filed under: The Raconteurs | Tags: , ,

O recém-lançado álbum do Raconteurs (foi as lojas hoje) acaba de ganhar seu primeiro video.

A música é ‘Salute Your Solution’ e o clipe é interessante. Durante o vídeo – que tem 3 minutos de duração – são exibidas fotos do grupo, mas não pense que é um slideshow qualquer: Enquanto a música toca são exibidas cerca de 2.500 fotos do grupo, que aparentemente foram tiradas em um estúdio de música.

O autor das fotos é Autumn de Wilde e o vídeo pode ser visto no site da banda e aqui no blog:



Um pedaço de Skins no RockNess by Cedric
março 25, 2008, 4:10 pm
Filed under: Skins | Tags: ,

Vamos apresentar os dois, pra que não conhece.

Skins é uma série adolescente inglesa, que conta a história de Tony, Maxxie, Anwar, Sid e seus amigos (amigas). O drama se passa em Bristol e é febre no Reino Unido. Agora, no canal Channel 4, está indo ao ar sua segunda temporada, que, assim como a primeira, terá dez episódios.

E o RockNess? É um festival escocês que tem apenas 2 anos de idade. O evento já recebeu nomes como Mark Ronson, The Chemical Brothers, Daft Punk, The Whip e Manic Street Preachers. Nesse ano o festival contará com Razorlight, Editors, CSS, The Cribs, Hadouken! e alguns outros nos dias 7 e 8 de Junho.

Elenco de Skins

Além dos artistas já citados, o RockNess vai receber as estrelas do Skins, que vão inaugurar o palco ‘Skins Live’, que vai receber umas “atrações mais dance”.

Outra coisa interessante é que caçadores de talento estarão circulando pelo festival em busca de novos rostos para a terceira temporada da série.

Vai aparecer lá na Escócia nessa época? Boa sorte!



Be Your Own PET muito violento by Cedric
março 24, 2008, 6:17 pm
Filed under: Be Your Own PET | Tags: ,

No último dia 18, a banda americana lançou seu segundo álbum, ‘Get Awkward’.

Nesse lançamento existe uma coisa curiosa: A Universal retirou canções do CD na última hora (‘Blow Yr Mind’, ‘Black Hole’ e ‘Becky’), por essas conterem “citações de violência e assassinatos”. O ‘Get Awkward’ deveria ter 15 faixas, mas apenas 12 foram ao ar na versão americana do álbum. Mas apenas na versão americana, no Reino Unido a XL Records lançou o álbum inteirinho, do jeito que deveria ser.

“Ooh, baby, wanna get a fight! Breaking glass bottles is oh-so-fun, let’s go and kill someone”” é um pequeno trecho de ‘Black Hole’, que fazendo uma tradução rápida quer dizer “Ooh, baby, quero arrumar uma briga! Quebrar garrafas de vidro é tão divertido, vamos matar alguém!”. Pesado, não?

Na véspera do lançamento do CD, o Be Your Own PET começou uma guerra de comida num show em Londres.

Você pode fazer o download do novo álbum do grupo pelo Megaupload, Mediafire ou pelo Share On All.

O tracklisting original do cd é:

  1. “Super Soaked”
  2. “Black Hole”
  3. “Heart Throb”
  4. “Becky”
  5. “The Kelly Affair”
  6. “Twisted Nerve”
  7. “Blow Yr Mind”
  8. “Bummer Time”
  9. “Bitches Leave”
  10. “You’re a Waste”
  11. “Food Fight!”
  12. “Zombie Graveyard Party!”
  13. “What’s Your Damage?”
  14. “Creepy Crawl”
  15. “The Beast Within”

Assista ao clipe de ‘The Kelly Affair’:



Entrevista: mono.tune by Cedric
março 23, 2008, 4:33 pm
Filed under: Entrevistas, mono.tune | Tags: ,

Em São Paulo, surgiu mono.tune. O que a principio era mais uma daquelas “bandas de um homem só” ganhou mais integrantes e começou a fazer shows, fora e dentro de Sampa. Esse homem é Filipe Consoline. Filipe compôs, produziu e gravou o álbum de estréia “The Worst Day With The Best Person” sozinho.

O interessante é que deu certo, e deu certo porque é de qualidade. mono.tune (em letra minúscula, como Filipe faz questão de lembrar) tem influencias do indie rock e do folk. O resultado é uma espécie de mistura de Dandy Warhols com Elliott Smith.

Todo o trabalho duro do fundador da banda fez com que surgissem críticas positivas de diversos sites pela internet, fãs espalhados pelo Brasil e até um público internacional, que foi estimulado pelas composições em inglês de Filipe.

Com um som bom de se ouvir e cantar, Filipe Console, Pedro Machado, Ravi Machado e o iPod que toca bateria seguem fazendo shows e conquistando um público cada vez maior. Tudo isso representando muito bem o cenário indie nacional.

Acesse os links do grupo: MySpace / Trama Virtual

A, também não deixe de conferir o clipe da música “Poor Heart And it Troubles”. A música é excelente (a melhor, na minha opinião) e o clipe idem.

Conversei com o bem falado Filipe e abaixo você confere o nosso papo:

MTJ!: Quando e porque você começou a fazer música?

Filipe: Meu primeiro contato com a música foi aos 8 anos com aulas de teclado, mas não durou muito. Só alguns meses porque a professore me deixou meio traumatizado, ela não deixava eu passar pra lição seguinte enquanto aquela não estivesse perfeita. Depois, aos 10 anos, eu comecei a estudar guitarra e continuei frequentando as aulas até os 14 anos. Toquei em umas 4 bandas até chegar no mono.tune. Hoje em dia eu estou estudando piano erudito, música no conservatório e estou com mais alguns projetos paralelos ao mono.tune.

MTJ!: Fale um pouco desses projetos paralelos.

Filipe: Faz uns 2 meses que entrei numa banda daqui de SP, a Lab. Nela eu só toco guitarra, aliás, nesses 13 anos que eu toco guitarra, essa é a primeira vez que eu estou numa banda em que eu só faço isso! Não canto nem nada disso. Comecei agora um projeto experimental, sozinho, em português. Eu uso synths, loops de bateria, piano. Mas tento evitar o básico da banda: baixo, guitarra e bateria.

Não pretendo levar para os palcos, até porque o mono.tune e a Lab já pegam bastante parte do meu tempo! Não conseguiria administrar mais um projeto, arrumar shows, divulgação, etc. Eu vou gravar as minhas idéias e ver no que dá.

MTJ!: E, voltando ao mono.tune, vocês jágravaram um CD de 9 faixas. Como foi o processo de gravação?

Filipe: O processo foi um pouco demorado por eu fazer tudo sozinho, desde a gravação de todos os instrumentos até a mixagem e produção. Muitas vezes eu me “perdia” no meio do trabalho. Não sabia mais se a música estava boa, se eu estava viajando de mais, etc. O CD todo foi influenciado por fatos que eu passei, é meio que um diário desses 2 anos em que eu fiquei compondo e gravando o disco.

Mas foi bom, porque quando eu comecei a gravar eu não tinha idéia de como funcionava esse lance de gravação em home studio.

MTJ!: Quais foram suas influências pro álbum, além de sua própria vida?

Filipe: Eu ouvi muita coisa durante esses 2 anos, vai de Morphine [indie e jazz rock dos anos 80-90] até Jaga Jazzist [rock progressivo e jazz], Elliot Smith pelo lance lo-fi e Nirvana, que sempre me influenciou em tudo que eu compus, até sem querer! Mas é meio irritado só citar alguns nomes.

MTJ!: Nos shows você conta com Pedro (guitarra) e Ravi (baixo). Como a ajuda deles apareceu?

Filipe: E o iPod com a bateria eletrônica! O Ravi eu conehço desde o primeiro ano do colegial, já toquei com ele em uma outra banda a uns 5 anos atrás, aí, quando comecei a montar a banda pra levar o som do mono.tune ao vivo, a primeira pessoa que me veio na cabeça foi ele.

O Pedro foi a um show nosso quando nem eramos mono.tune ainda, o projeto tava meio que mudando o rumo. Ele é amigo de um amigo meu de infância, estudam na mesma classe na faculdade, aí rolou o convite, ele curtiu e fechamos a formação.

MTJ!: A banda é de São Paulo mas já tocou longe, no Sul do país. Como foram essas apresentações e como são os shows em São Paulo?

Filipe: Em dezembro, janeiro e fevereiro a gente viajou bastante pra uma banda com o nosso tempo de estrada, menos de um ano. Além do Paraná (Londrina, Maringá e Rolandia), nõs tocamos no Mato Grosso do Sul, em um festival organizado lá em Dourados, próximo de Campo Grande. Depois, em janeiro, tocamos em Campinas e em fevereiro voltamos para Maringá pra participar do festival integrado ‘Grito Rock’.

Acabamos tendo mais atenção do pessoal de fora de SP, mas os shows aqui sempre são legais. O último que fizemos, agora no dia 29 de fevereiro, nos surpreendeu. Rolou até pedido de bis (risos).

MTJ!: Você acha que o fato das músicas serem em inglês ajuda ou atrapalha a banda, de alguma forma?

Filipe: Não que eu ache a nossa língua brega, mas no mono.tune ficaria estranho.

MTJ!: Nesse ano, o que vocês pretendem fazer? Mais shows? Trabalhar em um novo disco? Enfim, o que você acha que falta pro mono.tune que pode ser feito em 2008?

Filipe: Nesse ano vamos lançar o nosso primeiro EP, sem nome ainda. A pré-produção das músicas já está feita e agora daremos um tempo nas apresentações para ensaiá-las. Esse EP vai ser um pouco diferente do disco, as músicas estão muito mais pro lado folk, batida no violão bem rápida, temas variados, mas semp erder a caracterísica sonora do mono.tune.

Também queremos viajar ainda mais, divulgar, tocar…o que vier será resultado do nosso trabalho.

As fotos usadas nesse artigo são de Felipe Vilasanchez da Revista Paradoxo.

___

Tem uma banda e quer aparecer no Move? Mande um email para movethatjukebox@hotmail.com

Autor: Alex Correa



Em CD não by Cedric
março 23, 2008, 11:20 am
Filed under: Elvis Costello | Tags: , ,

O próximo álbum de Elvis Costello não será lançado em formato de CD para evitar a pirataria. Segundo Costello, o seu novo trabalho poderá ser adquirido apenas em vinil, e, no vinil, virá um código de download para que as pessoas possam aproveitar ‘Momofuku’ – por enquanto, esse é o nome do álbum – no iPod.

‘Momofuku’ é o 35º álbum do ícone do rock e também é o nome daquele inventor de macarrão, Momofuku Ando, que morreu no ano passado. Tudo isso está gerando apelidos interessantes para o músico, como, por exemplo, ‘Elvis Cosmilão‘.

Interessantes sim, engraçados nunca.



Ex-Beach Boys na justiça by Gabriel
março 21, 2008, 11:43 am
Filed under: Beach Boys | Tags:

Anos após o fim da banda, alguns integrantes resolveram se estranhar.

Mike Love e Al Jardine, ex-integrantes da formação original do grupo, entraram em um acordo em relação ao uso do nome Beach Boys em suas respectivas carreiras.

Mike Love já havia processado Jardine em 3 milhões de dólares, alegando ser o único a possuir o direito de utilização de uso.

Resultado – os dois foram parar na justiça, em um tribunal de Los Angeles, numa briga que durou dois dias. A decisão judicial não foi divulgada, para a nossa alegria, mas terá início no próximo mês.



Crítica: Crystal Castles (Crystal Castles) by marçal
março 21, 2008, 12:20 am
Filed under: Críticas e Recomendações, Crystal Castles

O Crystal Castles vem de Toronto, Canadá, e já é bem conhecido no meio eletrônico, sendo por suas músicas, ou por seus remixes (já remixaram Klaxons, The Little Ones, entre outros). Composto por Alice Glass nos vocais e Ethan Kath nas programações, a dupla faz um som dividido em dois lados, digamos assim.

Um é o lado agressivo, em que são usados muitos sintetizadores com sons de videogames 8-bit, misturados com batidas fortes e marcantes e sempre a voz rouca e gritada de Alice, o que faz nos sentir em um caos total, dentro de um videogame.

Já o outro lado são as músicas mais calmas, com batidas leves e menos Atari. Já a inovação aqui é que Alice se torna somente uma coadjuvante. Ela não canta, sua voz que é cortada em pequenas partes e utilizada como um outro sintetizador.

No álbum de estréia homônimo, lançado dia 18, o Crystal Castles mostra estes dois lados, pendendo um pouco mais para o calmo, diferentemente dos EPs.

Para quem ainda não conhece, o disco provavelmente agradará. Quem já conhecia, e gostava mais do lado agressivo, como eu, irá se decepcionar um pouco, pois esse lado foi pouco explorado, e músicas como Rot, Bitter Hearts, Mother Knows Best e Dolls foram deixadas de fora.

Mas no entanto, em sua totalidade é um bom álbum. Cinco estrelas para a dupla.

Klaxons – Atlantis to Interzone (Crystal Castles Remix)

 

The Little Ones – Lovers Who Uncover (Crystal Castles Remix)

Tracklisting

  1. Untrust Us
  2. Alice Practice
  3. Crimewave (vs Health)
  4. Magic Spells
  5. XXZXCUZX Me
  6. Air War
  7. Courtship Date
  8. Good Time
  9. 1991
  10. Vanished
  11. Knights
  12. Love and Caring
  13. Through The Hosiery
  14. Reckless
  15. Black Panther
  16. Tell Me What to Swallow

Autor: Marçal Righi

 



The Kooks com álbum duplo by Gabriel
março 20, 2008, 4:31 pm
Filed under: The Kooks | Tags: , ,

The Kooks vai lançar dois discos no mesmo dia.

Na verdade, será uma versão dupla do já aguardado ‘Konk’, que contará com a versão de estúdio inteira no primeiro disco, e 7 novas faixas além de uma outra versão de ‘See The Sun’ no segundo disco.

O nome? Assim como Konk, o nome veio de um estúdio, dessa vez ‘RAK’, de Londres.

Os discos (o Konk já vazou) serão lançados dia 14 de abril.

Confira abaixo a tracklist de ‘RAK’:

‘Watching The Ships Roll In’
‘Eaten By Your Lover’
‘No Longer’
‘Fa La La La La’
‘Nothing Ever Changes’
‘By My Side’
‘Hatful Of Love’
‘See The Sun’ (Alternate Version)
‘Brooklyn’ (Home Demo)



The Raconteurs em 14 faixas by Gabriel
março 20, 2008, 12:16 pm
Filed under: The Raconteurs | Tags:

O novo álbum do supergrupo The Reconteurs teve sua tracklist divulgada.

O disco dará seqüência ao ‘Broken Boy Soldiers’ de 2006, e se chamará ‘Consolers Of The Lonely’. Finalizado no início de março, terá 14 faixas e virá nos formatos de CD e Vinil.

Além disso, o lançamento ocorrerá dia 25 de março, ou seja, terça que vem, exatamente uma semana após anunciado o lançamento.

Confira a tracklist abaixo:

‘Consoler Of The Lonely’
‘Salute Your Solution’
‘You Don’t Understand Me’
‘Old Enough’
‘The Switch And The Spur’
‘Hold Up’
‘Top Yourself’
‘Many Shades Of Black’
‘Five On The Five’
‘Attention’
‘Pull This Blanket Off’
‘Rich Kid Blues’
‘These Stones Will Shout’
‘Carolina Drama’



Amy Winehouse mostra quase tudo by Cedric
março 20, 2008, 11:39 am
Filed under: Outros | Tags: ,

A inglesa tirou fotos nua para a revista – também inglesa – ‘Easy Living’. As fotos foram tiradas por Carolyn Djangoly para a campanha de conscientização jovem sobre os riscos do câncer de mama.

Poderíamos ver tudo se não fosse o violão e as fitas adesivas que cobrem, respectivamente, a “parte de baixo” e os mamilos da cantora. Mas isso é bom, evita que as pessoas enxerguem a foto com maldade.

Foto tirada para a campanha. Clique aqui para vê-la em tamanho original.

Essa não é a primeira caridade que Winehouse faz. Recentemente, Amy doou um vestido preto da Dolce & Gabbana para o leilão ’27 Dresses Auction’. O dinheiro arrecadado com o vestido – que foi equivalente a quase 7 mil reais – e com outras peças de anônimos e alguns outros famosos foi redirecionado para uma instituição de caridade que combate o câncer de mama.



Lily em outra by Cedric
março 20, 2008, 11:18 am
Filed under: Lily Allen | Tags: , , ,

Ou melhor…outro.

Lily Allen está com um novo namorado. Depois de perder o filho, ser largada por Ed Simons (do Chemical Brothers, que era o pai da criança), cancelar um show no Isle of Weight e começar um tratamento psicológico, parece que a cantora arrumou outra cara metade.

Lily Allen e seu novo parceiro

O rapaz da foto acima é Robertson (nome estranho) Furze, que foi promovido de amigo para namorado, e agora, parceiro de teto. Sim, o casal está morando junto na Inglaterra. Robbie (como é gentilmente chamado por amigos e colegas) é produtor, toca guitarra numa banda chamada ‘The Big Pink’ e também no grupo de electro-punk ‘Panic DHH‘.

Lily e Robbie têm aparecido em cafés e restaurantes ingleses. Segundo o tablóide ‘The Sun’, os amigos de Furze dizem que ele é exatamente o que a cantora precisa no momento.



CD novo do Gnarls Barkley mais cedo by Cedric
março 19, 2008, 2:59 pm
Filed under: Gnarls Barkley | Tags: ,

O duo de electro/hip-hop (que fez muita gente por ai passar a gostar do gênero) está de álbum novo, e antes do previsto.

‘The Odd Couple’ seria lançado apenas em Abril, mas, segundo o porta-voz dos caras, eles resolveram lançar o novo trabalho hoje porque “sentiram que essa era a hora”.

E, diga-se de passagem, o título do CD não é nada criativo, basta procurar no google que você encontra por filmes, séries, peças de teatro e até outros álbuns com o mesmo nome. Mas a capa é criativa e pode até lembrar as fases do Super Mario. Quanto a música, não posso falar nada. Ainda não tive a oportunidade de escutar o trabalho.

Confira o tracklisting:

  1. “Charity Case”
  2. “Who’s Gonna Save My Soul”
  3. “Going On”
  4. “Run”
  5. “Would-Be Killer”
  6. “Open Book”
  7. “Whatever”
  8. “Surprise”
  9. “No Time Soon”
  10. “She Knows”
  11. “Blind Mary”
  12. “Neighbors”
  13. “A Little Better”

Clique aqui para fazer o download.

 



Coldplay decide nome by Cedric
março 19, 2008, 2:43 pm
Filed under: Coldplay | Tags: , , , ,

Depois de surgirem boatos que o nome do quarto álbum do Coldplay se chamaria ‘Prospekt’, a verdade apareceu.

O álbum – que a principio seria lançado hoje (19) – vai as lojas em 16 de Junho. O nome? ‘Viva la Vida’, dessa vez confirmado pelo próprio Chris Martin.

‘Viva la Vida’ também é o nome de uma tela da famosa artista mexicana Frida Kahlo, e, segundo Chris, o nome foi dado por causa da obra de Frida, “e não por causa de Rick Martin”.

‘Viva la Vida’, de Frida Kahlo 

O CD foi produzido por Brian Eno, que já trabalhou com U2, David Bowie e Devo.



Quem comprar o ‘Merry Happy’ poderá ganhar artwork personalizado por Kate Nash by Cedric
março 18, 2008, 4:45 pm
Filed under: Kate Nash | Tags: , ,

Em 24 de Março, a inglesa estará lançando o quarto single de seu álbum de estréia, ‘Made of Bricks’.

O single será ‘Merry Happy’, e poderá ser comprado em 2 formatos diferentes: Vinil e CD. Mas serão poucas cópias, mil do primeiro vinil (com ‘Merry Happy’ e ‘Lion, Devil & The Spider’), mil do segundo (com ‘Pumpkin Soup’ e ‘Don’t You Want to Share the Guilt’) e outras mil do CD (com ‘Merry Happy’ e ‘Model Behaviour’). Entre essas três mil cópias, dez serão premiadas. Sim, APENAS 10 ganhadores.

O prêmio? Uma capa novinha pro seu cd/vinil, personalizadas pela própria Kate Nash e por sua amiga Laura.

Achando o número premiado, basta tirar foto ou scanear a capa do seu cd/vinil e enviar pro MySpace de Kate. Depois, você será contatado e informado dos detalhes.

Os CDs e vinis premiados são os de número 087,102, 265, 398, 487, 598, 643, 724, 863 e 934.



Concurso Videoclipe Radiohead by Gabriel
março 17, 2008, 10:24 pm
Filed under: Radiohead | Tags: ,

Como se não bastasse o álbum pelo preço que o cliente quer, agora o Radiohead vai dar a chance de um fã produzir um videoclipe pra banda.

Tudo funcionará no esquema de concurso, em parceria com uma empresa israelense, Aniboom.

As inscrições começaram hoje, dia 17 de março. Na primeira etapa, quem se interessar deve enviar a idéia, que deverá ser basicamente uma animação de alguma das faixas do In Rainbows.

Em seguida, os roteiros gráficos serão disponibilizados na internet, e após votações, será montado um ranking. Os 10 mais votados receberão uma ajuda de custo de US$1000,00 pra montar os clipes. No entanto, mesmo quem não receber o dinheiro, poderá participar.

E pra finalizar, dia 30 de junho o vencedor será escolhido pelos membros da banda, recebendo um prêmio de 10.000 dólares.

Veja o vídeo (muito bom, por sinal) da promoção:



Crítica: Konk (The Kooks) by Cedric
março 17, 2008, 4:31 pm
Filed under: Críticas e Recomendações | Tags: , ,

O “Konk” só será lançado em abril, mas já vazou na internet (como o novo do We Are Scientists, do Tokyo Police Club…enfim, álbuns sempre vazam por culpa do Mário, é claro).

O nome do álbum veio do estúdio em que a banda o gravou, “Kooks – Konk soa bem”, disse Luke Pritchard – vocalista – sobre o batismo do novo trabalho.

‘Konk’ não é nada inovador, não quando já se ouviu o primeiro CD do grupo inglês. Trata-se de um ‘Inside In/Inside Out’ com um pouco menos de rock e doses extras de reggae, não que isso seja ruim.

A primeira faixa é ‘See The Sun’, que em seus primeiros segundos conta apenas com uma guitarra leve – essa guitarra “leve” volta a aparecer em outras músicas – e com a voz de Luke, o que me fez lembrar de ‘Seaside’, que abre o primeiro álbum.

Tradicional sim. Chato nunca. O ‘Konk’ é, na falta de um adjetivo melhor, gostoso de ouvir. Logo em na primeira música – ‘See The Sun’, como já falei acima – você pega certa simpatia pelo CD. Mas eu esperava mais, pra falar a verdade, eu acho que esperava demais dos Kooks, que entraram pro hype inglês a pouquíssimo tempo. Pensei em botar a culpa na saída de Max Rafferty – fundador e ex-baixista – do grupo, mas não é justo, o rapaz esteve presente na maior parte do período de gravação e produção. Portanto, acho que vou deixar a culpa da quebra de expectativa nas minhas costas mesmo.

‘Always Where I Need To Be’, ‘Mr. Maker’, ‘Do You Wanna’ e ‘Gap’ são, na minha opinião, as melhores músicas do novo trabalho (‘Always Where I Need to Be’ principalmente) e são [quase] tão boas quanto os hits ‘Sofa Song’, ‘Eddie’s Gun’, ‘Ooh La’ e ‘Naive’, que marcaram o álbum de estréia da banda. Faixas equivalentes sim, mas por que não tunes novos melhores do que os antigos? Isso também tem. ‘Shine On’ contou com uma letra positiva, uma melodia doce e superou ‘Seaside’ no quesito “cuteness” (ou fofura, como preferirem). A “faixa escondida” ‘All Over Town’ também tem uma melodia bonita no violão e divide o lugar de “faixa mais fofa” com ‘Shine On’.

A primeira faixa citada no parágrafo acima é dos tempos de Glastonbury, dos tempos de T In The Park e dos tempos do Rock am Ring (foi nesse que eu conheci o hit), ou seja, é dos tempos do primeiro CD. E é a melhor do novo.

Luke e seu grupo gostariam de reproduzir o espírito do ‘Inside In/Inside Out’ no ‘Konk’. Acho que não conseguiram, mas passaram perto, realmente chegaram bem perto. (Se discordar de mim, sinta-se livre para criticar minha opinião comentando nesse mesmo artigo)

Tracklisting

  1. See the Sun
  2. Always Where I Need to Be
  3. Mr. Maker
  4. Do You Wanna
  5. Gap
  6. Love It All
  7. Stormy Weather
  8. Sway
  9. Shine On
  10. Down to the Market
  11. One Last Time
  12. Tick of Time (+ Hidden Track ‘All Over Town’)

Destaque para: Always Where I Need To Be, Mr. Maker, Do You Wanna, Gap, One Last Time, Tick of Time e All Over Town.

Autor: Alex Correa